sexta-feira, 12 de agosto de 2011

GATO DO DIA : GABRIEL BATISTUTA



todo-sobre.com
Para as mulheres, que assim como eu, são amantes do futebol e de bofes-escândalo...o de hoje vem direto de nuestra hermana e rival Argentina: Gabriel Omar Batistuta, nasceu em Reconquista, na Argentina, tem 42 anos e é ex-jogador de futebol, onde atuava como atacante. Sendo considerado um dos maiores do futebol argentino. 
jucoolimages.com
Batistuta era um grande cabeceador, chutava forte com as duas pernas e caracterizava-se também por sua raça e oportunismo, e um certo individualismo. Teve o seu auge no futebol italiano, tanto na Fiorentina quanto na Roma. É o maior goleador da história da Seleção Argentina, com 56 gols em 78 partidas.
ogol.com.br
Batistuta apareceu já muito tarde no futebol, pois só aos dezessete anos deixou o basquetebol para dedicar-se à modalidade onde fez carreira como goleador, inspirado pela Copa do Mundo de 1986, vencida pela Argentina. Ele iniciou sua carreira no Newell's Old Boys, em 1988; na época o técnico Marcelo Bielsa o integrou ao time para substituir Abel Balbo, recém-vendido ao River Plate, após o Ñuls ter conseguido faturar o campeonato argentino de 1987/88.
zwelangola.com
Em seu primeiro semestre no time de Rosário, Batistuta chegou à final da Taça Libertadores da América. O clube chegou a vencer por 1 x 0 o jogo de ida, mas o título ficou com o Nacional, que ganhou por 3 x 0 no Uruguai. Na liga argentina, a equipe terminaria 1988/89 apenas em 12º.
thedailystar.net
O clube seguiu entre os postulantes para vaga na Libertadores seguinte, por meio da liguilla pre-Libertadores; após a eliminação do Newell's, Batistuta, que vinha fazendo gols importantes no minitorneio (incluindo dois em um 5 x 3 sobre o arquirrival Rosario Central), foi contratado pelo River Plate (que curiosamente havia vendido o mesmo Abel Balbo), pelo qual disputou a final da mesma liguilla. Chegou bem, marcando o único gol na decisão contra o San Lorenzo que deu o título e a vaga na Libertadores aos millonarios, apelido de sua equipe.
soccerwallpaper.mackafe.com
O início promissor, porém, não teve continuidade. O River chegou às semifinais da Libertadores de 1990 (caindo apenas nos pênaltis) e faturou o campeonato argentino de 1989/90, mas sem contribuição efetiva de Batistuta: ele não teve espaço com o técnico Daniel Passarella e ficou apenas aquela temporada em Núñez, trocando o clube pelo arquirrival Boca Juniors.
Adicionar legenda
Na capital italiana, foi jogar ao lado de grandes estrelas como Cafu, Vincenzo Montella, Marco Delvecchio e Francesco Totti. Logo no primeiro ano de clube, Batigol, como ficou conhecido por ser um grande goleador, marcou 20 gols e a Roma foi campeã italiana, algo que já não acontecia desde a temporada 1982/1983, dos tempos de Falcão e Bruno Conti. O sabor foi ainda mais especial para a torcida romanista pois o clube respondera imediatamente ao título da arquirrival Lazio, que na temporada anterior havia sido a campeã, e igualando momentaneamente os giallorrossi com dois títulos italianos cada - agora, a Roma contava com três.
Adicionar legenda
O quarto título italiano quase veio na temporada seguinte, a de 2001/02. A Internazionale liderava até a última rodada, quando a Roma conseguiu ultrapassá-la em um ponto. Todavia, o campeão foi a Juventus, que ficou outro ponto acima. Se o título fosse conquistado, porém, ofuscaria uma má temporada de Batistuta, que não rendeu tanto. Acabou emprestado à Inter na janela de transferências. A equipe de Milão, buscando substituir Ronaldo, trouxera os goleadores argentinos da capital: Batistuta chegou juntamente com Hernán Crespo, que era da Lazio.
futbolfotosvideosnoticias.blogspot.com
 Já veterano e vindo de uma temporada não tão boa na Roma, mas com prestígio intacto na Seleção, foi ao seu terceiro mundial e último mundial em 2002. Começou bem na Copa da Coreia e Japão, marcando o solitário gol da vitória sobre a Nigéria, na primeira rodada. Os argentinos, que chegaram à Ásia como um dos grandes favoritos, porém, seriam prematuramente eliminados na primeira fase, após derrota para a Inglaterra e empate contra a Suécia - que ficaram com as vagas do grupo. Batistuta chegou a perder pênalti contra os suecos, com o gol argentino saindo justamente no rebote. Seria seu último jogo pela Argentina, da qual é o maior artilheiro em Copas (dez vezes) e no total de gols (56).
http://www.flickr.com/photos
Além de fazer história no futebol, Batistuta também era adorado pelas torcedoras argentinas e de todo o mundo por ser um homem muito bonito, com cabelos longos (marca registrada dos jogadores argentinos), lindos olhos azuis e umas pernas de tirar o fôlego.
futbolfotosvideosnoticias.blogspot.com(AOS 42 ANOS)
Agora é com vocês, garotas...o que acham do bofe de hoje, nuestro hermanito argentino Gabriel Batistuta?

Beijinhos, a garota do Blog.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! Leave your comment! Deja tu comentario!